sexta-feira, 17 de junho de 2022

4ª Edição da HQ FEST acontece no dia 17 de setembro no Parque Mall

 


Divulgação

A quarta edição da HQ Fest está confirmada, evento que ocorre no dia 17 de setembro (sábado) no Parque Mall Indaiatuba. Com entrada gratuita, o evento é destinado aos fãs de histórias em quadrinhos, HQs, Geeks e Gamers e ocorre das 9h às 18h, sendo promovido pelo Estúdio EMT. 

O Evento proporciona uma experiencia única ao visitante que poderá tirar fotos e conversar com os artistas participantes. Um dos Grandes destaques será a presença do Pedro Mauro, desenhista conhecido internacionalmente, entre 2017 e 2019 lançou independentemente a trilogia Gatilho (Gatilho, Legado e Redenção) com roteiro de Carlos Stefan. Em 2021 a trilogia foi lançada em cores pela Editora Pipoca e Nankim em uma edição definitiva compilada. Também neste ano, colaborou com sua arte para um projeto da DC Batman: The World.  Atualmente está trabalhando em um projeto com Carlos Stefan e Felipe Cagno e no álbum The Solicitor, um western, com Gianfranco Manfredi para a Editora Pipoca e Nanquim, com lançamento ainda neste ano de 2022.

Segundo o organizador do evento, Moacir Torres, a HQ Fest deve reunir aproximadamente 40 artistas brasileiros, “ Por termos ficado 2 anos sem eventos presenciais,  estamos animados com a retomada, poder reunir artistas conceituados da região, e proporcionar um dia cheio de atividades aos fãs dos quadrinhos. ”, ressalta. Dentre eles já estão confirmados para a 4ª Edição, Ligia Zanella, Walter Júnior, Rogerio Ferraz, Daniel Saks, Aline Cacko, Charles Mos, Bianca Otaguro, Tom Dutra, Walter Caldeira, Marcel Bartolo, Nelson Felix, Editora Universo Fantástico, José Amorim, Josiane Oliveira entre outros.

Além do Parque Mall contamos com o apoio da Rádio Jornal de Indaiatuba, Pro Artis, EP Grupo e Infocus Desenvolvimento.    

As empresas interessados em patrocinar o evento deverão entrar em contato através do telefone/WhatsApp: 19 9 8157-3786.

Atividades Confirmadas

Dentre as atrações da HQ Fest teremos o desfile de cosplayers, que oferecerá uma premiação simbólica para a fantasia mais original. Para concorrer ao prêmio, basta comparecer ao evento vestido com o personagem preferido.

A programação inclui ainda a palestra com o convidado especial Pedro Mauro, conversas junto aos artistas participantes, além de oficinas de desenho.

Para a também organizadora e coordenadora de marketing do Parque Mall, Cinthia Oliveira o evento se tornou um marco na cidade. “A 4ª edição vem para consolidar o sucesso da HQ Fest, que se tornou uma referencia de evento no universo dos quadrinhos”.

 

Sobre o Parque Mall

O Parque Mall é um empreendimento administrado pela empresa 100% Shopping, e conta com serviços importantes na cidade como o Poupatempo, INSS, Detran e Cartórios . O local possui 330 vagas de estacionamento, entre outras lojas de gastronomia e conveniências.  

SERVIÇO

4ª HQ Fest no Parque Mall Indaiatuba

Quando: 17 de setembro (sábado), das 9h às 18h
Atividades: bate-papo com quadrinhistas; exposição e venda de histórias em quadrinhos; desfile de cosplayers e workshops de desenhos.
Informações: www.hqfest.com.br .
Aberta ao público e com entrada gratuita

terça-feira, 14 de junho de 2022

Santos Film Festival chega à sua 8ª edição, com mais de 60 filmes e atividades formativas


Divulgação

Com os temas "Basta!" e "O Cinema Nosso de Cada Dia", mais importante festival de cinema do litoral paulista homenageará cineasta carioca Wagner de Assis e designer gráfico santista Márcia Okida. Serão mais de 60 filmes exibidos em 10 espaços. Programação é gratuita.

Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santosorganizado pelo Instituto Cinezen Cultural e dirigido pelos produtores Paula e André Azenha, chega à oitava edição de 21 a 29 de junho. Com os temas “Basta!” “O Cinema Nosso de Cada Dia”, o mais importante evento do gênero no litoral paulista exibirá mais de 60 filmes, terá atividades formativas (palestras, bate-papos, minicursos) presenciais e virtuais, com os objetivos de oferecer uma programação vasta e completa, de curtas e longas-metragens, estimular a produção cinematográfica regional, não apenas de curtas, mas de longas, promover o intercâmbio entre artistas da Baixada e outras localidades, resgatar e promover a memória cinematográfica, democratizar o acesso à cultura e difundir o cinema como ferramenta de inclusão, educação e turismo. 

Entre os espaços que receberão atividades estão o Cine Roxy, tradicional cinema de rua com 88 anos de existência, o Cine Arte Posto 4 (cinema público), Cinemateca de Santos, Associação Tia Egle, escolas públicas como a ETEC Aristóteles Ferreira e Olga Curi, Open House Idiomas, Novotel, Praça Abílio Rodrigues Paes (“Praça do BNH”), Instituto Arte no Dique. Toda a programação será gratuita.

“Queremos dizer basta ao ódio, à intolerância, ao preconceito e à violência que têm crescido no país. E entendemos que a cultura e, consequentemente, a arte, são fundamentais neste processo de construirmos um país mais justo, inclusivo, que melhore socialmente, economicamente”, explica o idealizador e diretor geral do SFF André Azenha. “O Brasil é um país de muitas culturas, maneiras de viver, existir, pensar e, com o festival, temos tentado ser um retrato, no sentido audiovisual, dessa pluralidade. E por tudo isso também buscamos atingir de crianças a adultos e entendemos o cinema como algo que deve ser valorizado em todos os seus gêneros”, ressalta a diretora de produção Paula Azenha.

 

ABERTURA E HOMENAGENS (clique aqui para detalhes da programação e serviço)

A abertura da oitava edição está prevista para acontecer no Cine Roxy 5, com sessões de autógrafos de livros da Coleção Santos Film FestMemórias de um Louco... por Cinema!, do jornalista e crítico de cinema santista Marcelo Reis, a autobiografia da designer gráfica e professora Marcia Okida e da segunda edição de História do Santos Film Fest. Também serão inauguradas exposições, no foyer: 20x50: De Dom Corleone a Zé Pequeno e Feliz Aniversário: Filmes que Marcaram a Cultura Pop no Século XXI, do quadrinista Denis Dym Freitas. os dez anos de Vingadores.

Às 20h30 tem início a cerimônia de abertura na sala de cinema do Roxy, com as homenagens à professora Márcia Okida e ao cineasta carioca Wagner de Assis. Em seguida haverá a avant-première de Sexcore: A História do Carnal Desire, documentário em longa-metragem dirigido pelo santista Rodiney Assunção.

A entrada para a cerimônia de abertura é mediante um quilo de alimento não perecível em prol da Associação Tia Egle e do Instituto Arte no Dique. 

 

MOSTRAS COMPETITIVAS (clique aqui para detalhes da programação e serviço)

As Mostras Competitivas nacionais de longas e curtas-metragens acontecerão no Cine Arte Posto 4, a partir de 23 de junho. Os horários das sessões (duplas, sempre com um curta seguido por um longa) serão sempre 16h, 18h30 e 21h. No cinema público também haverá a retrospectiva com filmes dirigidos por Wagner de Assis. Já a Mostra Regional, com curtas-metragens produzidos na Baixada Santista, será realizada em 27 de junho, à noite, no Cine Roxy 5, e a Mostra de Curtas de animação será realizada nas sessões ao ar livre e nas escolas e ONGs.

Os júris foram formados por profissionais de carreiras extensas e respeitadas no meio audiovisual. O júri da Mostra Nacional foi composto pelas cineastas Andrea Pasquini, Julia Katharine, e os professores doutores Jamer Guterres de Mello e Rogério Ferraraz. Já as mostras regional e de animação tiveram como jurados a atriz Ondina Clais, a designer gráfico e professora Márcia Okida e o professor e cineasta Wanderley Camargo. Foram mais de 600 obras inscritas de várias partes do Brasil durante um mês. Os filmes selecionados serão anunciados na segunda semana de junho.

 

SESSÕES ESPECIAIS (clique aqui para detalhes da programação e serviço)

O SFF realiza uma Retrospectiva dos filmes do diretor santista Wagner de Assis, no cinema público Cine Arte Posto 4, uma sessão especial do filme Flores do Cárcere, dirigido por Paulo Caldas e Bárbara Cunha, no Cine Roxy 5.

O Festival traz ainda a já tradicional Virada Cinematográfica com Café da Manhã, na Cinemateca de Santos, com a exibição da trilogia O Poderoso Chefão. Quem ficar até o final, pela manhã de 25 de junho, poderá desfrutar de café da manhã oferecido pela Padaria Nova Princesa.

Retomando a programação cultural em escolas estaduais, que décadas atrás foi muito forte em Santos, o festival terá uma programação voltada ao público adolescente na ETEC Aristóteles Ferreira, que recebe jovens das nove cidades da Baixada Santista, em sessões seguidas de bate-papos com os diretores dos filmes.

 

SESSÕES INFANTIS (clique aqui para detalhes da programação e serviço)

Como sempre tem feito, buscando levar o cinema para “além da bolha”, o Santos Film Fest promove sessões para os pequenos, em sessões na Praça do BNH, no pátio da escola Olga Curi, na Associação Tia Egle e no Instituto Arte no Dique. Todas essas sessões terão distribuição de pipoca.

Na sexta-feira, 24 de junho, no Cine Roxy 5, o Santos Film Fest fará uma Sessão Azul para crianças autistas de entidades ligadas à APAE, ao Grupo Inclusão Para Todos, entre outras. A sessão tem características específicas, como meia luz, ar-condicionado ameno, som mais baixo, etc.

 

PALESTRAS, WORKSHOPS E BATE-PAPOS (clique aqui para detalhes da programação e serviço)

Todos os dias pela manhã, a partir de 22 de junho, a partir das 9h, no canal do Santos Film Fest, serão disponibilizados vídeos com depoimentos dos diretores e diretoras dos filmes das mostras competitivas.

Antenado com o que acontece no mundo e nas redes sociais, o Santos Film Fest conta com palestra sobre Estereótipos com Rita von Hunty, que falará sobre como a estereotipação de grupos minorizados origina os preconceitos, discriminações e dinâmicas de exclusão em nossa sociedade.

Um bate-papo com o cineasta Wagner de Assis,  workshop sobre roteiro para filmes de temática LGBTQIA+ com o cineasta Lufe Steffen, workshop de produção de micro documentários com Rodiney Assunção, palestra com Audrey Duarte sobre Marketing no Audiovisual e workshop de Criação de Cartazes para Filmes com Márcia Okida fazem parte da programação do SFF, que traz ainda um bate-papo virtual com o roteirista Bráulio Mantovani, de Cidade de Deus e muitos outros filmes de destaque do cinema nacional.

Todas essas atividades são gratuitas, mas possuem vagas limitadas mediante inscrição no site www.santosfilmfest.com.

 

ENCERRAMENTO E EXPOSIÇÃO

Na quarta-feira, 29 de junho, a partir das 18h, na Open House Idiomas, acontece bate-papo com Waldemar Lopes sobre os 40 anos do filme Victor ou Vitória, de Blake Edwards. Às 19h, começa o vernissage da exposição À Luz da Sétima Arte, com pinturas de Waldemar que retratam cenas de filmes clássicos, estrangeiros e nacionais.

Durante o lançamento da exposição, serão anunciados os vencedores da Mostra Regional. Já os vencedores das mostras nacionais serão divulgados em live, no canal do festival no Youtube, mais cedo, 16h.

 

O FESTIVAL E OS PROJETOS ITINERANTES  (Mais informações sobre o Santos Film Fest e seus projetos itinerantes aqui.)

Realizado com sucesso em 2014 e 2015, ainda como Mostra Cine Brasil Cidadania, reunindo filmes de longa-metragem brasileiros contemporâneos inéditos na Baixada Santista, a partir de 2016, com a inclusão de produções estrangeiras e a necessidade de atender à demanda e aumentar a programação, passou a se chamar Santos Film Fest - Festival Internacional de Cinema de Santos.

Nestes anos, exibiu cerca de 500 filmes, nacionais e estrangeiros, promoveu mais de 120 atividades formativas gratuitas entre bate-papos, oficinas e masterclasses, além de exposições, lançamentos de livros e apresentações musicais com artistas regionais, envolvendo mais de 500 profissionais das mais diversas áreas culturais.

 

SANTOS E O CINEMA

A relação da cidade com o cinema nasceu em 1897, com sua primeira exibição cinematográfica, e, a partir daí, os santistas se apaixonaram pelo cinema, chegando a ser a cidade com maior número de salas por habitante do Brasil nos anos 30, a famosa “Cinelândia” – hoje tem 18 salas comerciais e 5 públicas de cinema, além de cineclubes, e cursos de graduação e pós-graduação em audiovisual.

Na Baixada Santista, importantes festivais pavimentaram o caminho, como o Festival de Guarujá, nos anos 70, e o Festival de Cinema Brasileiro de São Vicente, na virada do século. Três profissionais foram fundamentais para que Santos desenvolvesse tal cultura cinematográfica: o francês Maurice Legeard, fundador do Clube de Cinema e depois da Cinemateca de Santos, que promoveu a questão da cinefilia e trouxe filmes de várias partes do mundo até então inéditos na região, o crítico de cinema Rubens Ewald Filho, batalhador da preservação da memória cinematográfica e que levou o nome de Santos ao país, e Toninho Campos, do Cine Roxy, cuja história consiste em apoiar cineastas locais, festivais, receber pré-estreias com presenças de grandes nomes do cinema brasileiro. O Santos Film Fest A partir destes três toda a cultura cinéfila e cinematográfica de Santos cresceu e muitos projetos tem acontecido. O Santos Film Fest é herdeiro dessa cultura e presenteou a Baixada com um festival internacional apresentando longas-metragens e sua maior edição foi em 2018, com mais de 100 filmes – pela primeira vez na região um festival apresentou programação tão extensa.

 

OS DIRETORES DO FESTIVAL – Mais informações sobre os diretores do festival aqui.

O Santos Film Fest é uma realização da produtora cultural, fotógrafa, Mestranda em Ciências Ambientais Paula Azenha e do jornalista, crítico de cinema, produtor cultural, pesquisador, curador e assessor de imprensa André Azenha. Mais

 

8º Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos é realizado pelo Instituto CineZen Cultural, com apoios da Secretaria Municipal de Cultura de Santos, emendas parlamentares dos vereadores Audrey Kleys, Débora Camilo, Marcos Libório, Telma de Souza, Zequinha Teixeira, apoio cultural da Blue Med Saúde, e apoios institucionais de TV Tribuna (afiliada Rede Globo na Baixada Santista e Vale do Ribeira) Cine Roxy, Sesc Santos, Curso de Publicidade e Propaganda da Unisantos, Curso de Multimídia da Unisanta, Instituto Querô, Novotel, Restaurante Beduíno, Cantina Di Lucca, Padaria Nova Princesa, Mauricio de Sousa Produções, O2 Play, Paris Filmes, Gardênia Flores, Cinemateca de Santos, ETEC Aristóteles Ferreira e Rizzieri Eventos. A direção é dos produtores André Azenha e Paula Azenha.

 

Outras informações:

www.santosfilmfest.comwww.youtube.com/santosfilmfestwww.facebook.com/santosfilmfest e www.instagram.com/santosfilmfest.

 

ENDEREÇOS:

 

- Cine Roxy 5 – Av. Ana Costa, 443, Gonzaga

- Cine Arte Posto 4 - Av. Vicente de Carvalho – Gonzaga, próximo ao canal 3

- Cinemateca de Santos - Rua Ministro Xavier de Toledo, 42, Campo Grande

- Novotel – Av. Ana Costa, 473, Gonzaga

- ETEC Aristóteles Ferreira – Av. Epitácio Pessoa, 466, Aparecida

- Escola Olga Cury - R. Alexandre Fleming, s/n – Aparecida

- Associação Projeto Tia Egle - Ambrosina A. C. Tolentino, 45 - Zona Noroeste

- Open House Idiomas – Rua Clay Presgrave do Amaral, 15, Gonzaga

- Arte no Dique – Rua Brigadeiro Faria Lima, 1349, Rádio Clube

 

Vídeos das edições anteriores:

2016 - https://youtu.be/X62ku_fYHnY

2017 https://www.youtube.com/watch?v=gPcfpRonyMA&t=21s
2018 https://www.youtube.com/watch?v=AvaYb0BfzDU
2019 https://www.youtube.com/watch?v=Hx42YrBfEZE&t=24s
2020 https://www.youtube.com/watch?v=XCSVMfpJnGA&t=16s
2021 - 1 https://www.youtube.com/watch?v=Ba8AkVPKxao&t=6s
2021 - 2  https://www.youtube.com/watch?v=tKbtsZPU7J4&t=39s


segunda-feira, 13 de junho de 2022

Nova revista dos Pequenos Heróis BR na Amazon




Editora Gibizinho e Estúdio Moacir Torres acabam de publicar o novo E-book dos Pequenos Heróis BR, destinada ao público infantil.

A edição nº 06 dessa revista vem recheada de brincadeiras e atividades interativas para toda a garotada.

E tem mais, uma aventura bem atrapalhada com o cãozinho Fred e a Turma do Gabi, para divertir todo mundo.

“Pequenos Heróis BR são cinco amigos de escola, que se tornaram os super-heróis Tourinho Negro, Japurá, Uira Puru, Iraí e Leide Pet, e que passam a lutar para que a maldade não impere na cidade e nas redondezas onde vivem.”

Esses pequenos heróis já estão fazendo o maior sucesso na Amazon e nas redes sociais, aumentando a cada dia, o seu número de seguidores.

Você, que ainda não os conhece, aproveite e adquira a sua edição na Amazon. É diversão garantida para toda a criançada.

O E-book custa R$ 3,99 e pode ser baixado pelo link: https://www.amazon.com.br/dp/B08YRBT67G 

quarta-feira, 8 de junho de 2022

Encontros e desencontros no novo romance de Fausto Panicacci

Divulgação

Em narrativa intimista, o autor best-seller reflete sobre o comportamento humano em trama permeada de crises de identidade, indecisões, acertos e desacertos

Desde o título, o novo livro de Fausto PanicacciA ilha e o espelho, denota a contradição como estado natural do ser humano. Todos são formados por aquilo que reconhecem no outro e a única forma de amar verdadeiramente alguém é compreender seus paradoxos, escreve o autor na ficção literária publicada pela Maquinaria Editorial.

As reflexões – e de certo modo os desconfortos – com os quais o leitor se depara emergem na história de encontros e desencontros entre o protagonista, Theo B., e um grupo de amigos apaixonados por fotografia, ele brasileiro, eles de diferentes nacionalidades. O local onde tudo começa é o The Eagle, um pub situado em uma das cidades estudantis mais antigas da Europa: Cambridge.

Entre aforismos e citações sobre as diferentes áreas do conhecimento, o autor do best-seller O silêncio dos livros revela traços do comportamento dos personagens, especialmente a forma como lidam com seus dilemas pessoais. A partir as vivências, problematiza também questões sociais como xenofobia, crise dos refugiados, poluição e violência contra a mulher.  

Um dos grandes desafios da vida é esse paradoxo da Beleza e dor: compreender todo aquele mal sem perder a fé no humano, acreditar em estados contraditórios, amar o próprio paradoxo, o que só é possível a quem consiga contemplar a dignidade da vida humana — de qualquer vida humana. (A ilha e o espelho, p. 291)

A descrição detalhista das mãos sendo aquecidas na chama da minúscula vela redonda ao cheiro de tinta exalado por um painel de fotografias revela uma das marcas mais proeminentes na escrita do autor, apaixonado tanto por livros como por fotografia e história da arte. A propósito, o projeto gráfico conta, na capa, com a pintura do artista curitibano Rafael Mesquita.


Os olhos que se revelam sobre o rosto encoberto reforçam com uma conclusão evidente na narrativa intimista de Fausto Panicacci: observar o ser humano é descortinar um paradoxo.  

Ficha técnica:
Título:
 A ilha e o espelho
Autor: Fausto Luciano Panicacci
Editora: Maquinaria Editorial
ISBN: 978-6588370339
Páginas: 304
Formato: 16×23 cm
Preço: R$ 59,90
Link de venda: Amazon

Sinopse: Tudo começou nas esquinas de Cambridge. Após ser confundido com um tal de Lucca por um rapaz que andava de bicicleta, Theo B. é convidado para conhecer seus amigos em um pub – onde estava o verdadeiro Lucca, um fotógrafo italiano que foi correspondente de guerra. A semelhança física entre eles era inegável. Entre uma cerveja e outra, Theo B. ouve as histórias de cada um e, ao final da noite, todos já pareciam velhos amigos.

É a partir desse grupo eclético de amigos que nasce a trama central de A ilha e o espelho. Abordando temas como xenofobia, crise dos refugiados, agressão física e moral, poluição plástica, violência contra a mulher – e a forma como os personagens se comportam frente a esses problemas – a obra ensina que “somos o que nos reconhecemos no outro, o que fazemos ao outro, o que amamos no outro, o que perdoamos no outro, o que perdemos no outro”.

Sobre o autor: Fausto Luciano Panicacci é Doutor em Ciências Jurídicas pela Universidade do Minho (Portugal). Formado em Direito (Largo São Francisco, USP), estudou Fotografia, História do Cinema e História da Arte. É também autor de O silêncio dos livros (romance), de Naufrágios (coletânea de contos e poemas), e de obra jurídica. Escritor, fotógrafo e promotor de Justiça, ministrou aulas na pós-graduação no GVLaw da FGV/SP. Integra os grupos literários O que restou e Library.

Site: https://faustopanicacci.com.br/

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/fausto.panicacci
https://www.instagram.com/faustopanicacci/

 

quarta-feira, 25 de maio de 2022

Confirmada a 4ª Edição da HQ FEST para o dia 17 de setembro no Parque Mall


Moacir Torres (Organizador)

A quarta edição da HQ Fest está confirmada, evento que ocorre no dia 17 de setembro (sábado) no Parque Mall Indaiatuba. Com entrada gratuita, o evento é destinado aos fãs de histórias em quadrinhos, HQs, Geeks e Gamers e ocorre das 9h às 18h, sendo promovido pelo Estúdio EMT. 

O Evento proporciona uma experiencia única ao visitante que poderá tirar fotos e conversar com os artistas participantes. Um dos Grandes destaques será a presença do Pedro Mauro, desenhista conhecido internacionalmente, entre 2017 e 2019 lançou independentemente a trilogia Gatilho (Gatilho, Legado e Redenção) com roteiro de Carlos Stefan. Em 2021 a trilogia foi lançada em cores pela Editora Pipoca e Nankim em uma edição definitiva compilada. Também neste ano, colaborou com sua arte para um projeto da DC Batman: The World.  Atualmente está trabalhando em um projeto com Carlos Stefan e Felipe Cagno e no álbum The Solicitor, um western, com Gianfranco Manfredi para a Editora Pipoca e Nanquim, com lançamento ainda neste ano de 2022.

Segundo o organizador do evento, Moacir Torres, a HQ Fest deve reunir aproximadamente 40 artistas brasileiros, “ Por termos ficado 2 anos sem eventos presenciais,  estamos animados com a retomada, poder reunir artistas conceituados da região, e proporcionar um dia cheio de atividades aos fãs dos quadrinhos. ”, ressalta. Dentre eles já estão confirmados para a 4ª Edição, Ligia Zanella, Walter Júnior, Rogerio Ferraz, Daniel Saks, Aline Cacko, Charles Mos, Bianca Otaguro, Tom Dutra, Walter Caldeira, Marcel Bartolo, Nelson Felix, Editora Universo Fantástico, José Amorim, Josiane Oliveira entre outros.

Além do Parque Mall contamos com o apoio da Rádio Jornal de Indaiatuba, Pro Artis, EP Grupo e Infocus Desenvolvimento.    

Inscrições de Artistas

Os artistas interessados em participar da 4ª Edição da HQ Fest 2022 terão até o dia 15 d julho para solicitar a ficha de inscrição e demais informações através do e-mail estudioemt@gmail.com.  

As empresas interessados em patrocinar o evento deverão entrar em contato através do telefone/WhatsApp: 19 9 8157-3786.

Atividades Confirmadas

Dentre as atrações da HQ Fest teremos o desfile de cosplayers, que oferecerá uma premiação simbólica para a fantasia mais original. Para concorrer ao prêmio, basta comparecer ao evento vestido com o personagem preferido.

A programação inclui ainda a palestra com o convidado especial Pedro Mauro, conversas junto aos artistas participantes, além de oficinas de desenho.

Para a também organizadora e coordenadora de marketing do Parque Mall, Cinthia Oliveira o evento se tornou um marco na cidade. “A 4ª edição vem para consolidar o sucesso da HQ Fest, que se tornou uma referencia de evento no universo dos quadrinhos”.

 

Sobre o Parque Mall

O Parque Mall é um empreendimento administrado pela empresa 100% Shopping, e conta com serviços importantes na cidade como o Poupatempo, INSS, Detran e Cartórios . O local possui 330 vagas de estacionamento, entre outras lojas de gastronomia e conveniências.  

SERVIÇO

4ª HQ Fest no Parque Mall Indaiatuba

Quando: 17 de setembro (sábado), das 9h às 18h
Atividades: bate-papo com quadrinhistas; exposição e venda de histórias em quadrinhos; desfile de cosplayers e workshops de desenhos.
Informações: www.hqfest.com.br .

Aberta ao público e com entrada gratuita 

quarta-feira, 18 de maio de 2022

Livro ambientado no Norte do Brasil narra aventura eletrizante e discute dramas da região

Divulgação

"Pulp à Brasiliana", lançamento de Yvis Tomazini, destaca descaso com a Floresta Amazônica e os povos indígenas

Até onde uma escritora iria para encontrar inspiração? Em Pulp à Brasiliana, novo livro de Yvis Tomazini, Sabrina Barlavento é famosa e premiada no circuito literário, mas segue assombrada por uma crítica negativa a respeito de seu trabalho. Desesperada para encontrar uma boa história, a autora aceita a proposta inusitada e até mesmo perigosa de Rafael Perso, um vigarista envolvido com o narcotráfico, para se aventurar em um cemitério nazista abandonado.

Um thriller instigante com pitadas de romance, recheado de trapaças e curiosidades históricas. Estes são os pilares de Pulp à Brasiliana, que trazem para o cenário nacional uma trama de tirar o fôlego que também aborda temas como o descaso com a Floresta Amazônica e o tratamento indigno dado aos povos indígenas.

“Se algo tão extraordinário era desconhecido pela grande maioria, imaginava o que a floresta guardava sob si. A
Amazônia talvez fosse realmente o próprio tesouro e feri-la à procura de algo que estivesse por trás de
seu escudo de mistério, seria como apagar o arco-íris em busca do pote de ouro."
(Pulp à Brasiliana, p. 494)

Ambientado principalmente na Amazônia, o autor usa suas referências de viagens ao local para criar uma experiência de leitura única. De maneira quase cinematográfica, o leitor acompanha cenas que lembram o dinamismo de Steven Spielberg e diálogos que remetem ao estilo característico de Luis Fernando Veríssimo.

Ao mostrar os bastidores do processo de um escritor, o livro representa com maestria todos aqueles que possuem a necessidade ardente de chacoalhar a vida para encontrar inspiração e alcançar seus objetivos. Cheio de nostalgia e referências aos clássicos de aventura, os amantes de cultura pop vão se apaixonar por esta dupla improvável de protagonistas.

O lançamento do livro e as aventuras pessoais de Yvis pela Amazônia também resultaram em um documentário que terá episódios publicados semanalmente no canal do YouTube do autor. A obra audiovisual apresenta informações sobre a floresta, em especial a região de Laranjal do Jari, e dos povos de vivem nela em uma narrativa que reúne elementos lúdicos e artísticos.

Ficha Técnica
Título
: Pulp à Brasiliana
Autor: Yvis Tomazini
Editora: Lura Editorial
ISBN: 978-65-84547-45-2
Páginas: 360
Tamanho: 23x15,8cm
Preço: Físico R$ 37,90 |  E-book: R$ 14,90
Link de venda: Amazon

Sobre o autor

Natural do litoral de São Paulo, Yvis Tomazini possui formação em Administração, mas sempre priorizou a paixão pela escrita. Certa vez, em busca de mais experiências, se demitiu de um escritório ao lado do porto para trabalhar por três anos dentro dos navios que via pela janela. A jornada lhe apresentou dezenas de lugares e pessoas pelo mundo. Ávido estudante das estruturas narrativas, fez cursos de literatura investigativa, de roteiros voltados à curtas metragens, além de diversas oficinas de escrita criativa. Publicou seu primeiro conto em 2011, mesmo ano em que venceu em segundo lugar o 1º Prêmio Literário Professor Mário Carabajal de Poesias da Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina com a poesia “Galo”. Atualmente, vive em Santos (SP) na companhia dos navios que ainda passam pela janela.

 

Redes sociais do autor

 

segunda-feira, 9 de maio de 2022

Sinfônica de Indaiatuba retorna ao palco do CIAEI no dia 13

Orquestra Sinfônica de Indaiatuba apresenta Concierto del Sur no 30º Maio Musical
CRÉDITO: FELIPE GOMES

Apresentação, que integra programação do Maio Musical, terá participação do violonista Fabio Zanon

Orquestra Sinfônica de Indaiatuba retorna, no dia 13, às 20h, à Sala Acrísio de Camargo, no CIAEI (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba), para apresentar a obra Concierto Del Sur. Em sessão única, o concerto receberá ainda Fabio Zanon, um dos maiores nomes do violão no cenário internacional. Essa noite musical integra as atrações do 30º Maio Musical - promovido pela Prefeitura de Indaiatuba -, que contará também com show do Quarteto de Cordas da Sinfônica e a cantora Sonia Di Morais no dia 12, e apresentação da Orquestra Jovem no dia 14. Todos os eventos são gratuitos e com apoio cultural das empresas Corbella Coral

De autoria do mexicano Manuel Ponce, a peça Concierto del Sur foi composta para o violonista espanhol Andrés Segovia, reconhecido como um dos pais do violão erudito. Para o concerto, que tem direção artística e regência do maestro Paulo de Paula, a Sinfônica dividirá o palco com um convidado especial: o violonista Fabio Zanon. Considerado um dos maiores nomes do violão na atualidade, Zanon já levou sua arte para mais de 50 países. Inclusive, venceu o Concurso Francisco Tárrega, uma das premiações mais importantes desse instrumento. 

PROGRAMAÇÃO Celebrar o privilégio do amanhecer de cada dia é o propósito que o show De Volta ao Começo traz no dia 12, a partir das 20h, para a Sala Acrísio de Camargo, no CIAEI. Na ocasião, sobem ao palco o Quarteto de Cordas da Sinfônica, formado por Jessica Benedecte e Ricardo Sander nos violinos; Daniele Benedecte (viola) e Sérgio Ribeiro (arranjos de cordas e violoncelo), e a cantora Sonia Di Morais. A apresentação se constrói a partir de uma perspectiva genuinamente brasileira, trazendo composições de Marisa Monte, Gonzaguinha, Lenine, Djavan, entre outros nomes da música nacional.

Para somar a essa experiência, acompanharão ainda os músicos Eron Guarnieri ao piano; Gerson Lima Filho à bateria; e Viktor Lima no baixo. Os arranjos, direção musical e vocais são da cantora e maestrina Sonia Di Morais, especialista em Canção Popular e regente da Orquestra e Coral da Fundação Bradesco em Osasco. Sonia também já se apresentou ao lado de artistas importantes dentro da cena musical brasileira, como Milton Nascimento, Ivan Lins, Gal Costa, entre outros.

Orquestra Jovem de Indaiatuba também participa do festival, no dia 14, às 19h, proporcionando uma viagem musical pelo Brasil, em conjunto com o Trio Entre Aspas. O itinerário desse passeio levantará voo nas influências musicais do Nordeste, passará por São Paulo e aterrissará no Rio de Janeiro. Entre as obras escolhidas estão canções de Guerra-Peixe, Edu Lobo, Pixinguinha e Tom Jobim. 

Trio Entre Aspas é composto por Paulinho Paz (piano), Isaac Miranda (contrabaixo acústico) e Clayton de Moraes (bateria). O concerto, que será realizado em frente ao paço municipal, em um palco externo, tem direção artística e regência do maestro Felipe Oliveira.

FESTIVAL Além dessas apresentações, a Orquestra Sinfônica de Indaiatuba também abriu a programação oficial do 30º Maio Musical, ao lado da banda Os Paralamas do Sucesso, no domingo, 1º de maio, em frente ao paço municipal, com recorde de público. 

COMO ASSISTIR? Para prestigiar as apresentações que acontecem na Sala Acrísio de Camargo é preciso retirar o ingresso, que estará disponível uma hora antes do horário dos eventos na bilheteria do CIAEI. Já para o concerto da Orquestra Jovem, a sugestão é chegar com alguns minutos de antecedência para garantir os lugares.

Vale lembrar que, em conformidade com as recomendações do Governo do Estado de São Paulo, o uso de máscaras em ambientes internos e externos passa a ser facultativo, porém, a Orquestra segue encorajando o uso para aqueles que assim desejarem.

Essa programação é realizada pela AMOJI (Associação Mantenedora da Orquestra Sinfônica de Indaiatuba), em parceria com a Prefeitura de Indaiatuba, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, e apoio cultural das empresas Corbella e Coral

O palco externo está localizado em frente ao paço municipal, que fica na avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé, 2800, Jardim Esplanada. Já o CIAEI está situado à avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé, 3665, no Jardim Regina. Ambos endereços são de Indaiatuba (SP).

VÍDEOS

Convite para o concerto da Sinfônica (13/05) 
Versão horizontal: clique aqui  | Versão vertical: clique aqui

Convite para o concerto com Quarteto de Cordas e Sonia Di Morais (12/05) - Clique aqui
Convite para o concerto da Orquestra Jovem (14/05) - Clique aqui

SERVIÇO
Orquestra Sinfônica de Indaiatuba - Concierto del Sur
Data: 13/05
Horário: 20h
Ingresso gratuito: bilheteria do CIAEI, 1h antes do concerto
Local: Sala Acrísio de Camargo - CIAEI, avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé, 3665, Jardim Regina, Indaiatuba (SP) - MAPA AQUI

Quarteto de Cordas da Sinfônica e Sonia Di Morais - Show De Volta ao Começo
Data: 12/05
Horário: 20h
Ingresso gratuito: bilheteria do CIAEI, 1h antes do show
Local: Sala Acrísio de Camargo - CIAEI, avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé, 3665, Jardim Regina, Indaiatuba (SP) - MAPA AQUI 

Orquestra Jovem de Indaiatuba 
Data: 14/05
Horário: 19h
Entrada gratuita e por ordem de chegada
Local: Palco externo em frente ao paço municipal avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé, 2800, Jardim Esplanada, Indaiatuba (SP) - MAPA AQUI 

 Sobre a AMOJI

A AMOJI (Associação Mantenedora da Orquestra de Indaiatuba) é responsável pela manutenção da Orquestra Sinfônica de Indaiatuba, que vem se destacando por sua intensa atuação na divulgação e popularização da música orquestral. Realizando, anualmente, mais de uma dezena de concertos gratuitos, com participação de músicos do município de Indaiatuba (SP) e solistas de renome. Promove também o Encontro Musical de Indaiatuba (EMIn), que disponibiliza masterclasses para estudantes de música de todo o Brasil e uma programação cultural de concertos para a comunidade.

Site www.orquestradeindaiatuba.org.br l Instagram orquestrasinfonicadeindaiatuba I Facebook orquestraindaiatuba | Facebook OrquestraJovemdeIndaiatuba 

terça-feira, 3 de maio de 2022

Lançamento - Lições do apocalipse pelo ponto de vista de um zumbi

Divulgação

Lançamento do escritor Diego Rates mostra que os mortos-vivos têm muito a ensinar sobre como vive

The Walking Dead, A Noite dos Mortos-Vivos e Resident Evil são produções que moldaram a imagem popular das criaturas conhecidas como zumbis. Focadas na luta por sobrevivência, estas obras ignoram uma pergunta que ecoa há muito tempo sem resposta: afinal, o que se passa na cabeça de um moribundo?

O jovem escritor Diego Rates desvenda este mistério em As Últimas Memórias de um Morto-Vivo. O livro apresenta o dia a dia do zumbi Joe em sua jornada de autoconhecimento repleta de humor e situações absurdas durante o apocalipse.

Pensada como uma homenagem ao “morto-vivo” que existe em cada pessoa, a história conta com uma trama envolvente e um narrador que, apesar de meio-morto, é repleto de carisma. Lutando contra a tentação de se alimentar de carne humana para evitar a dependência, Joe desenvolve o hábito de escrever sobre suas lembranças na intenção de restaurar a memória perdida e compreender os eventos que culminaram com sua conversão em um zumbi pensante.

"Devido ao meu excelente bom humor nesse dia em específico, irei expor um pouco mais de minha intimidade com você. E estar de bom humor, dadas todas as circunstâncias, pode ser considerado um grande evento. Existem pouquíssimos dias bons no fim do mundo. Porém aconselho que você não vá se sentindo muito próximo de mim. Se você, por acaso, ou descuido, chegar perto demais, posso involuntariamente morder o seu nariz."
(As Últimas Memórias de um Morto-Vivo, pg. 7)

Em As Últimas Memórias de um Morto-Vivo, Rates cria um universo palpável e, em certa medida, assombroso, que contextualiza as mudanças sociais e ambientais causadas pelo apocalipse. O sumiço do brilho das estrelas, o levante de bestas selvagens, a morte de todas as corujas e a criação de uma hierarquia zumbi são alguns dos efeitos devastadores retratados na obra.

Ao longo das páginas, o zumbi Joe quebra a quarta parede em diversos momentos para conversar diretamente com o leitor. Com tiradas ácidas sobre a vida e a morte, ele instiga reflexões relacionadas aos desejos normalizados no “mundo dos vivos” que perdem o sentido quando as regras sociais e padrões de comportamento são aniquilados e você passa para o “outro lado”.

Ficha técnica

Título: As Últimas Memórias de um Morto-Vivo
Autor: Diego Rates
Editora: Viseu
ISBN/ASIN: 9786525412474
Páginas: 83
Preço: R$ 35,09
Onde comprar: Amazon

Sobre o autor

Técnico de Informática, Diego Rates, 22 anos, é um apaixonado por literatura. Inspirado pela obra de Machado de Assis, especialmente “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, escreveu seu primeiro livro “As Últimas Memórias de um Morto-Vivo”. A história segue os passos de Joe, um morto-vivo que adquire consciência e parte em uma jornada de autoconhecimento. Diego Rates possui ainda outros dois livros finalizados com lançamentos previstos para este ano.

 

Redes sociais do autor

 

quinta-feira, 21 de abril de 2022

O mercado de games ultrapassará US$200 bilhões até 2023

Divulgação

International Roadshow passa por Porto Alegre, Brasília, São Paulo e Curitiba


O mercado de games ultrapassará US$200 bilhões até 2023. Números incentivaram a universidade americana Full Sail a promover uma série de debates sobre carreiras e o mercado de trabalho internacional, além de esclarecer dúvidas de alunos sobre admissão nas principais universidades estrangeiras e viagens internacionais de estudo para o ano de 2022

Brasil, abril de 2022: As exportações de jogos desenvolvidos no Brasil cresceram 600% em 2021. No total, a receita ultrapassou os R$10 bilhões (US$2 bilhões), segundo acaba de anunciar a Revista Forbes. Para apresentar essa indústria tão promissora para os jovens que amam o universo gamer, mas que ainda não sabem muito bem como adentrar no mercado de trabalho, a universidade americana Full Sail University promoveu este mês o International Roadshow em quatro capitais brasileiras.

O International Roadshow foi uma série de eventos presenciais em que a universidade americana trouxe um graduado para compartilhar sobre sua experiência na indústria em que está inserido.  Porto Alegre, Brasília, São Paulo e Curitiba foram as cidades que participaram do evento neste ano.

O convidado, dessa edição, foi o Tamir Nadav que é Graduado em Game Design and Development pela Full Sail University, gerente de operações internacionais, com uma carreira de 17 anos que abrange produção, gerenciamento de projetos, design de jogos e programação.

Tamir passou a maior parte de sua carreira trabalhando com games, cobrindo todas as plataformas e consoles modernos, é especialista em Data-driven Design e desenvolvimento de modelos. Atualmente, Tamir trabalha na Super Evil Megacorp, no Brasil.

"Falei sobre minhas próprias experiências na indústria de jogos, mas principalmente sobre por que é tão importante que novas pessoas venham trabalhar em jogos, de todas as disciplinas, especialmente mulheres e pessoas de outras raças. Minha expectativa é principalmente ajudar o futuro da comunidade brasileira de desenvolvimento de jogos a crescer". Afirma o especialista.

O Roadshow 2022 impactou mais de 500 pessoas. Alunos do Ensino Médio que ainda não tinham consciência de que poderiam trabalhar na indústria de jogos e apesar de já conhecer o mercado, ficaram surpresos com a quantidade de oportunidades que o mercado oferece.

Carol Olival, Community Outreach Director da Full Sail University esteve presente apresentando e acompanhando todo o evento e se surpreendeu positivamente com todo o resultado. “Uma das coisas mais legais deste Roadshow foi ver o graduado Tamir Nadav, que é americano, mas adotou o Brasil no coração, esforçando-se para convencer os próprios brasileiros de que merecemos um lugar no mercado de games, e mostrar o que é necessário para conseguirmos ocupar esse lugar. Ter essa validação de alguém de fora, que enxerga nossa capacidade, é extremamente valioso, inspirador e motivador.” Explica Carol.

Segundo Tamir, a Full Sail foi imprescindível para o começo de sua carreira. "Eu não teria tido a chance de entrar na indústria sem ela. Com uma metodologia de ensino excelente, todos os dias eu estava aprendendo algo novo e colocando em prática. Muitos dos meus colegas são agora executivos de várias empresas de jogos ao redor do mundo. Muitos professores conheciam pessoas que estavam contratando, ou eram capazes de me conectar com outros". Finaliza.

 

Sobre a Full Sail University

A Full Sail University é uma das universidades mais reconhecidas do mundo na profissionalização para a indústria do entretenimento. Oferece diversos programas presenciais e online, desde cursos intensivos com certificado (certificates) a graduações (Bachelor’s degree) e pós-graduações (Master’s degree), sempre com abordagens focadas na solução criativa de problemas e na experiência real do mercado de trabalho.

A instituição recebe mais 16 mil alunos de 73 diferentes países e essa variedade de culturas permite a construção de conexões para um futuro profissional. Além disso, a Full Sail está alinhada com empresas de entretenimento e mídia, trazendo oportunidades únicas aos seus alunos.

Para mais informações sobre a Full Sail Universidade, acesse: www.fullsail.edu

Para mais informações sobre a comunidade brasileira da Full Sail University, acesse: www.experienciafullsail.com.br 

4ª HQ FEST reúne quadrinhistas brasileiros no Parque Mall



Divulgação

No  dia 17 de setembro, das 8 às 18h, acontece a 4ª HQ FEST no Parque Mall em Indaiatuba.

Considerado um dos mais importantes do interior paulista, o evento traz para essa edição 50 importantes quadrinhistas brasileiros vindos de São Paulo, do interior paulista, de toda a região e de outros estados.

Além desses grandes artistas, a 4ª HQ FEST contará com palestras, bate-papo, desfile de cosplays adultos e kids, vendas de revistas em quadrinhos, prints e outros produtos do mundo comics, geek e nerds. 

A ficha de inscrição deve ser solicitada a partir de 1º de maio no e-mail: estudioemt@gmail.com


SERVIÇO

4ª HQ FEST no Parque Mall Indaiatuba

Data do evento: 17/09 (sábado), das 8h às 18h

Informações: www.hqfest.com.br

Endereço: Rua das Primaveras, 1.050. 

terça-feira, 5 de abril de 2022

Orquestra Ituana de Viola Caipira retoma os ensaios abertos

Grupo se apresenta a partir de abril no Museu da Energia de Itu

Quem aprecia a música tradicional do interior paulista tem mais um programa para anotar na agenda. Um sábado por mês, a partir de abril, a Orquestra Ituana de Viola Caipira retoma os ensaios abertos ao público no Museu da Energia de Itu. As outras datas serão definidas posteriormente, mas a previsão é que o evento seja realizado em um sábado de cada mês, das 10h30 às 12h, durante todo o ano de 2022.

O grupo, que reúne 25 músicos coordenados por Célia Trettel e Adilson Rodrigues da Silveira, se diferencia pela composição inusitada. Os instrumentos são divididos em naipes de afinações, com as violas em cebolão em mi maior, cebolão em ré maior, rio abaixo em sol maior e rio acima em dó maior. Ao harmonizar essas afinações distintas, a orquestra ganha uma sonoridade peculiar, e mais rica comparando-se aos grupos de afinação única.

A Orquestra Ituana de Viola Caipira foi fundada em 2011, a partir da necessidade de Itu ter sua própria agremiação de amantes desse instrumento musical, já que a cidade até então só recebia grupos de outras localidades. O projeto é institucionalizado como órgão oficial da prefeitura do município, ligado à Secretaria de Educação.

Com o apoio da Fundação Energia e Saneamento, a retomada dos ensaios abertos no Museu da Energia de Itu é a primeira ação da Orquestra neste ano. O público poderá acompanhar o grupo num cenário privilegiado, já que o museu é um belo casarão de 1847 que preserva muitas de suas características originais, em pleno centro histórico.  Para acompanhar as próximas datas de apresentações no local, acesse o site da instituição

Sobre a Fundação Energia e Saneamento

Desde 1998, a Fundação Energia e Saneamento pesquisa, preserva e divulga o patrimônio histórico e cultural dos setores de energia e de saneamento ambiental. Atuando em várias regiões do Estado de São Paulo por meio das unidades do Museu da Energia (São Paulo, Itu e Salesópolis), realiza ações culturais e educativas que reforçam conceitos de cidadania e incentivam o uso responsável de recursos naturais, trabalhando nos eixos de história, ciência, tecnologia e meio ambiente.

EMPRESA MANTENEDORA DA FUNDAÇÃO ENERGIA E SANEAMENTO

CESP

PATROCINADOR MASTER

CTG Brasil

Site: http://www.museudaenergia.org.br/

Facebook: https://www.facebook.com/museudaenergia

Instagram: @museudaenergia

YouTube: https://www.youtube.com/c/MuseudaEnergia

Serviço: Ensaios Abertos da Orquestra Ituana de Viola Caipira

Museu da Energia de Itu

Endereço:  R. Paula Souza, 669 - Centro, Itu

Datas: um sábado por mês, a partir de 2 de abril de 2022

Horário: das 10h30 às 12h

Contatos pelo e-mail itu@museudaenergia.org.br ou pelos telefones (11) 4022-6832 e (11) 94805-4429 (WhatsApp)