quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Lançamento - No entorno do Poema - Wildon Lopes

Divulgação

Autor Wildon Lopes lança livro, que reúne 172 páginas de sensibilidade e reflexão sobre o universo e as emoções das almas humanas

Despertar a sensibilidade e a reflexão são duas premissas do livro “No Entorno do Poema”, que acaba de ser lançado pela Editora Scortecci. Com 172 páginas, a obra é do autor Wildon Lopes, que apresenta palavras e poemas que retratam momentos especiais e únicos da alma humana

Com muita sensibilidade, o livro traz metáforas e esculpe palavras que questionam o universo, as emoções humanas, a alma e os sentimentos que giram em torno de cada um de nós. 

“Esse livro tem a intenção de proporcionar diversas viagens no entorno da vida, da leitura, do tempo e assim, colorir um pouco o nosso dia a dia sem parar o movimento da engrenagem a que estamos sempre girando”, explica o autor Wildon Lopes, que estreia sua primeira obra em todo o Brasil.

Durante a leitura, o autor proporciona uma viagem as ideias de Albert Einstein e Stephen W. Hawking, por exemplo. Há ainda a “entalpia nas asas de um bumerangue”, expondo a turbulência da juventude diante da cidade grande e a viagem para dentro de cada um de nós, com destaque sobre os sentimentos e o amor pelas pessoas e pela família.

“Me inspirei no nosso planeta terra e em tudo que se movimenta no universo. Como somos pequenos em relação à gigantesca elipse universal, com suas galáxias e suas bilhões de estrelas, tudo isso se integrando com a nossa vida e com o nosso pequenino lugar. Quem somos nós, de onde viemos e para onde vamos?”, questiona o autor durante o livro, que também retrata diversos momentos de delírios e utopias. 

De acordo com Lopes, o objetivo é proporcionar ao leitor o gosto pela poesia e pela emoção que cada poema é capaz de emanar, assim como o aprendizado pela simplicidade do sentimento através da complexidade das palavras. “O livro traz a simplicidade do sentimento por meio da complexidade das palavras”, explica. 

“No Entorno do Poema” está à venda nas principais livrarias do país, como Livraria Martins Fontes, Asabeça e Editora Scortecci, além de lojas virtuais como Magalu e Amazon. O preço sugerido ao varejo é de R$ 40,00 para o livro físico e R$ 20,00 para o e-book. Além disso, no site do autor (www.wildon.com.br), a pré-venda do livro estará R$20,00 até o dia 30/09/2021, no mesmo dia em que haverá a live de lançamento oficial, no Instagram (@wildonpoesia).

Sobre Wildon Lopes

Nascido em Guára, interior de São Paulo, Wildon Lopes se apaixonou pela escrita aos 11 anos de idade com a leitura de livros de novos poetas e escritores já famosos na época. Mas, mesmo com o projeto de seguir como escritor, formou-se em engenharia química para que no futuro, pudesse escrever suas poesias. Após 42 anos da sua decisão de se formar em outra área, o escritor lança seu primeiro livro. 

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Editora Gibizinho lança novo E-book da Turma do Bacana

Divulgação

O Estúdio EMT juntamente com a Editora Gibizinho acabam de lançar o 5º número da revista de atividades “Turma do Bacana” pela Kindle/Amazon.

Nesta edição, muitas brincadeiras legais e educativas para os pequenos que estão em fase de aprendizado.

Serginho Bacana faz parte da Turma do Gabi, criada pelo cartunista e escritor Moacir Torres em 1975.

A Turma do Gabi circulou pelos principais jornais e revistas infantis do País, conquistando várias gerações e consolidando seus personagens, sendo apontada como a 4ª marca mais conhecida da turma dos quadrinhos brasileiros até hoje.

São 12 páginas de muita diversão e atividades interativas para os pequenos passarem o tempo aprendendo!

Para ter a revista, basta acessar: https://www.amazon.com.br/dp/B09JCKMFYG

O licenciamento desta marca está sendo realizado pela Wind Licensing.

@windlicensioemkt


quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Divirta-se com a turma do Sítio do Picapau Amarelo neste Dia das Crianças

Divulgação

Novidade: Coleção Monteiro Lobato da SESI-SP Editora está disponível no formato impresso com tecnologia PoD

 

São Paulo, outubro de 2021 – Que tal se divertir com a turma do Sítio do Picapau Amarelo e se aventurar com a boneca Emília e seus amigos neste Dia das Crianças, celebrado no próximo dia 12 de outubro?

Publicada inicialmente na versão e-book, a Coleção Monteiro Lobato da SESI-SP Editora tem mais uma novidade: agora com lançamento no formato impresso, com a tecnologia de produção sob demanda (PoD).

 

INOVAÇÃO E ATENÇÃO AO MEIO AMBIENTE

O PoD consiste na impressão dos títulos de acordo com cada compra - ou seja, o leitor pode adquirir a coleção completa ou somente os títulos que desejar da turma do Sítio no site da SESI-SP Editora (https://bit.ly/colecaomonteirolobato), por meio da parceria com a plataforma O Ateneum.

Além de inovação e qualidade, a tecnologia PoD garante: a disponibilidade constante do produto; possibilita o fortalecimento da editora no mercado e a sustentabilidade, com atenção especial ao meio ambiente e ao consumo consciente, uma vez que as impressões ocorrem unicamente seguindo o interesse do leitor.

Para esta data especial, estão disponíveis os títulos: Aventuras de Hans StadenO poço do ViscondeA reforma da naturezaReinações de Narizinho (vol.1 e vol.2), Viagem ao céuO saci e Dom Quixote das crianças.

 

ILUSTRAÇÕES INÉDITAS

A Coleção Monteiro Lobato da SESI-SP Editora tem a participação de ilustradores estrangeiros, como de Portugal e da Argentina, os quais trazem uma visão inédita em relação aos personagens inesquecíveis do Sítio do Picapau Amarelo, os quais marcaram gerações; além dos brasileiros Psonha e Eloar Guazzelli (confira o quadro a seguir).

 

PROJETO GRÁFICO DETALHADO

O projeto gráfico da Coleção foi estudado e organizado detalhadamente pela premiada designer Raquel Matsushita, que garantiu a presença de símbolos e referências em relação às obras originais do criador da boneca Emília e sua turma, desenvolvendo uma identidade visual única, mas que possibilitou a junção de cores diferenciadas e o uso de tipografias - tanto no título “Monteiro Lobato” quanto na capitular - características das publicações do autor. Uma coleção para conhecer e/ou reviver as histórias desse grande escritor brasileiro.

 

Títulos e ilustradores da Coleção Monteiro Lobato lançados pela SESI-SP Editora 

Título 

Ilustrador (a) 

País 

Aventuras de Hans Staden 

Anabella López 

Argentina 

O poço do visconde 

Jorge Mateus  

Portugal 

A reforma da natureza 

José Saraiva  

Portugal 

Reinações de Narizinho – volume 1 

Psonha 

Brasil 

Reinações de Narizinho – volume 2 

Psonha  

Brasil 

Viagem ao céu 

David Penela  

Portugal  

O saci 

Cátia Vidinhas 

Portugal 

Dom Quixote das crianças 

Eloar Guazzelli 

Brasil 

 

SERVIÇO

  

SOBRE O AUTOR:

José Bento Renato Monteiro Lobato nasceu em Taubaté, estado de São Paulo, e ficou célebre ao publicar as fantásticas histórias do Sítio do Picapau Amarelo para crianças. Além de grande escritor, desenhista e pintor, estudou direito e publicou artigos combativos em periódicos. 

Mas poucos sabem que Monteiro Lobato foi o primeiro editor do país a montar uma editora cem por cento brasileira, renovando por completo o mercado de publicações didáticas e infantis por aqui, numa época em que os livros eram impressos em Paris ou Lisboa. Tratava-se de um ambicioso projeto editorial e intelectual, que visava à ampliação do número de leitores no Brasil. Para isso, lutou pela isenção de impostos na compra do papel, deixando o livro mais barato e, portanto, mais acessível. Durante os anos em que permaneceu sócio do negócio, ao lado de Octalles Marcondes Ferreira, Lobato pôs em prática ideias editoriais absolutamente modernas para o período, como inovadoras técnicas de marketing, aprimoramento da logística e distribuição e mudanças no tratamento gráfico das publicações, tudo isso sustentado por um catálogo diversificado.  

O título mais importante de sua obra adulta, contudo, é Urupês (1918), coletânea de contos e crônicas marcada pelo regionalismo paulista, na qual aparece, pela primeira vez, a figura do Jeca Tatu, tornando-o símbolo da importância do saneamento básico no país. 

 

SOBRE A SESI-SP EDITORA:

A SESI-SP Editora tem como ação principal organizar conhecimento nas áreas de cultura, educação, esporte, nutrição e saúde, cumprindo sua missão de apoiar a Entidade em seus mais diversos campos de atuação. Com mais de mil títulos em seu catálogo, em diferentes formatos (e-booksaudiobooks e impressos), tornou-se referência na edição de livros educacionais, infantojuvenis, de alimentação, de HQs nacionais e europeias, e de obras de interesse geral. Saiba mais em: www.sesispeditora.com.br.

Para conhecer os livros da SESI-SP Editora, visite o site: www.sesispeditora.com.br e as redes sociais @sesispeditora (Instagram e Twitter) e @editorasesisp (Facebook). 

segunda-feira, 4 de outubro de 2021

Germana Viana conta uma nova aventura de capa e espada com Zorro

 


A nova edição da revista Escafandro trará a história Z – A Marca da Liberdade, a autora Germana Viana (Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço, Gibi de Menininha) constrói uma fábula inspirada na jornada real de Johnston McCulley, misturando elementos reais e fictícios no auge da corrida do ouro no velho oeste americano.

O título tem cores de Fabiana Signorini e está em campanha na plataforma colaborativa Catarse.

O personagem Zorro, que utilizada a espada para marcar suas vítimas com um “Z”, é uma criação de Johnston McCulley no ano de 1919. Ele vivia suas aventuras na Califórnia ainda espanhola de 1769 até 1821. Montado no cavalo Tornado, o alter ego de Dom Diego de la Vega, em suas histórias clássicas, percorre a região desfazendo malfeitos e lutando contra um ditador local. Ele mantém sua identidade secreta usando túneis e esconderijos existentes na fazenda de sua família e evitando encontros com a polícia e o notório Sargento Garcia.

A história em quadrinhos apresenta uma trama de mistério, aventura e ação, na qual o escritor McCulley, em busca de inspiração para seu novo livro, parte em uma viagem de pesquisa acompanhado pelo retratista Phelps, encarregado de registrar em ilustrações os momentos importantes da viagem.

A dupla, no entanto, encontra mais que relatos ou informações, esbarrando com um bandoleiro mascarado envolto por acontecimentos espetaculares, amores proibidos, tesouros secretos e pactos clandestinos realizados por um capitão sem escrúpulos. 

Fonte: https://universohq.com/


sábado, 2 de outubro de 2021

O Mestre Júlio Shimamoto em coletânea – na Catarse

Divulgação

A Graphite editora está lançando Ken no Michi – O caminho da espada, um compilado com histórias de samurais selecionadas pelo Mestre Julio Shimamoto, nossa edição será Oversize (24x34cm) onde contará com as histórias de: Musashi, O espadachim do diabo, Possessão demoníaca, Zatoichi, A morte do Samurai, O órfão, O dever do Samurai , Shi e A vingança ou Harakiri além de matreiras e uma entrevista inédita com autor.

Você também poderá conseguir a edição autografada com bookplate e pôster também autografados.

O combo com a edição autografada só estará disponível nos 3 primeiros dias de campanha.

Acesse e adquira sua edição:

https://www.catarse.me/shima?ref=user_contributed 

Fonte: https://prismarte.com.br/ 


sexta-feira, 1 de outubro de 2021

Museu da Língua Portuguesa lança filme em homenagem aos 85 anos de Tom Zé

Divulgação

Curta-documentário "Línguas em Trânsito: Tom Zé" vai estar disponível no canal do YouTube da instituição em 11 de outubro, quando o músico faz aniversário

Tom Zé, um dos principais nomes da música brasileira, é homenageado pelo Museu da Língua Portuguesa, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, com um curta-documentário que traz uma entrevista inédita do músico. O filme “Línguas em Trânsito: Tom Zé” será lançado no YouTube do Museu em 11 de outubro, quando o baiano de Irará vai celebrar 85 anos de vida. 

No vídeo, com produção do Centro de Referência do Museu da Língua Portuguesa, Tom Zé relembra histórias de sua infância em Irará, quando, por exemplo, ficava acordado até tarde ouvindo as conversas de seu pai e seus tios. Além disso, ele revela algumas de suas inspirações no processo de composição de seu trabalho. “Quando eu fazia música, tinha influência dessas coisas da vida com o povo da roça, do Dorival Caymmi, que fazia canções que tinham várias partes...”, conta o artista, que também não esconde sua admiração por Adoniran Barbosa. “Foi ele quem fez as músicas mais lindas sobre São Paulo.”  

Residindo atualmente no bairro de Perdizes, na capital paulista, o músico, também autor de várias canções sobre São Paulo, como a clássica “Augusta, Angélica e Consolação”, fala, claro, sobre sua relação com a cidade que o acolhe desde os anos 1960. Nessa conversa, ele comenta algumas situações vividas na região em que fica o Museu da Língua Portuguesa: a calça que Tom Zé usou no 4º Festival de Música Popular Brasileira, quando apresentou “São, São Paulo Meu Amor”, foi comprada na rua José Paulino, importante centro comercial de roupas do Bom Retiro, em São Paulo, que fica perto da estação da Luz.

Tom Zé ainda faz reflexões sobre as origens da canção brasileira, traçando paralelos com a própria língua portuguesa falada no Brasil, e comenta a exposição “Língua Solta”, em cartaz no Museu da Língua Portuguesa até o dia 3 de outubro. No YouTube do Museu é possível também assistir a uma visita virtual por essa mostra.

O ano de 2021 é de muitas comemorações para Tom Zé. Além de completar 85 anos de vida, ele também celebra os 45 anos de lançamento de “Estudando o Samba”, um de seus mais emblemáticos álbuns. 

Quem visita o Museu da Língua Portuguesa “encontra” o Tom Zé em três situações na exposição principal. Na Praça da Língua, na qual é possível ouvi-lo declamando um trecho de “Os Sertões”, de Euclides da Cunha; no filme “O que pode a língua”, de Carlos Nader, exibido no Auditório, no qual ele aparece falando sobre o encantamento que as palavras provocavam nele; e na linha do tempo Português do Brasil. 

Centro de Referência do Museu da Língua Portuguesa 
O Centro de Referência do Museu da Língua Portuguesa, apresentado pela EDP, é o setor da instituição responsável por pesquisar, documentar e difundir as referências patrimoniais materiais e imateriais que compõem o acervo do MLP. 

Quem vem ao museu pode visitar a sala do Centro de Referência, que fica no térreo, na ala oeste, próximo ao hall do Pátio B, novo espaço expositivo do Museu da Língua Portuguesa. Por lá, podem acessar o acervo da exposição principal do museu, como o conteúdo das experiências Falares e Português do Brasil, e ainda consultar alguns livros. 

O horário de atendimento do Centro de Referência é de terça a sábado, das 10h às 12h e das 13h às 17h.  

Sobre o Museu da Língua Portuguesa: 
A reconstrução do Museu da Língua Portuguesa é uma realização do Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo, e do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, concebida e realizada em parceria com a Fundação Roberto Marinho. A EDP é patrocinadora máster e os patrocinadores são Grupo Globo, Itaú Unibanco e Sabesp – todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. O apoio é da Fundação Calouste Gulbenkian.  

A exposição temporária “Língua Solta”, em cartaz até 3 de outubro, conta com os mesmos parceiros da reconstrução do Museu. 

A Temporada 2021 do Museu da Língua Portuguesa conta com patrocínio da Volvo e do Itaú Unibanco, apoio da Booking.com e do Grupo Ultra e das empresas parceiras Cabot, Mattos Filho Advogados, Faber-Castell, Verde Asset Management e Bain&Company. Rádio CBN, Revista Piauí e Guia da Semana são seus parceiros de mídia. O IDBrasil Cultura, Educação e Esporte é a Organização Social responsável pela sua gestão. A Temporada é realizada pelo Ministério do Turismo, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. 

SERVIÇO  
Curta-documentário “Línguas em Trânsito: Tom Zé” 
Lançamento no dia 11 de outubro 
No YouTube do Museu da Língua Portuguesa 

Exposição principal + Exposição Temporária “Língua Solta”   
R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)   
Grátis para crianças até 7 anos   
Grátis aos sábados   
Acesso pelo Portão A (em frente à Pinacoteca)   
Venda de ingressos pela internet  
(A exposição temporária “Língua Solta” fica em cartaz até 3/10) 

Museu da Língua Portuguesa   
Praça da Luz s/n - Luz - São Paulo   
De terça a domingo, das 9h às 16h30 (permanência até 18h) 

MAIS INFORMAÇÕES À IMPRENSA  
Museu da Língua Portuguesa – Comunicação 
Renata Beltrão | renata.beltrao@idbr.org.br - 11 99267 5447 
Alan de Faria | alan.faria@idbr.org.br – 11 99894 0702 

Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo  
(11) 3339-8116 / (11) 3339-8162  
(11) 98849-5303 (plantão)  

imprensaculturasp@sp.gov.br   

terça-feira, 28 de setembro de 2021

CONCURSOS LITERÁRIOS - MÊS DE OUTUBRO
























31.10.2021 - Chamada - Editora Valentina (@) 

Fonte: http://concursos-literarios.blogspot.com/ 

sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Mais de 130 vídeos produzidos por crianças em sala de aula tem tradução para libras

Divulgação

Animações disponíveis no canal da startup "De Criança Para Criança" no YouTube abordam temas relevantes para os pequenos

No próximo domingo, 26 de setembro, é celebrado o Dia Nacional dos Surdos, data que comemora as conquistas da comunidade e também promove a reflexão sobre os direitos e a inclusão das pessoas que têm essa deficiência na sociedade. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados no ano passado, 5% da população brasileira é surda ou têm alguma deficiência auditiva e, dessa parcela, 2,7 milhões de pessoas não ouvem absolutamente nada.

Uma das principais dificuldades dos surdos no dia a dia é a comunicação. Nesse sentido, a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) é uma importante ferramenta de inclusão, já que permite o acesso a conteúdos educativos, por exemplo. O programa “Criando Juntos”, da startup De Criança Para Criança, procura reduzir essa diferença e, por isso, incentiva em sala de aula a inclusão e por isso hoje mais de 130 animações tem tradução para LIBRAS, a fim de que as histórias sejam compartilhadas também com as crianças surdas.

No canal do De Criança Para Criança no YouTube - https://www.youtube.com/user/decriancaparacrianca -, é possível encontrar vídeos traduzidos para LIBRAS que abordam temas relativos à grade curricular mas também falam sobre situações cotidianas que fazem parte do universo infantil.

Segundo Vitor Azambuja, cofundador da startup, um ambiente mais inclusivo nas escolas é capaz de melhorar a autoestima e a interação dos surdos com outros alunos. “É indispensável tornar acessível o conteúdo para as crianças no ambiente escolar. Além de promover a inclusão, é uma forma de conscientizar os outros de que todos têm igual potencial em muitas atividades e são importantes para a sociedade”, afirma.

Animações como “A bailarina que virou jogadora de futebol” ( https://www.youtube.com/watch?v=PPTvHU9bjis), “Vamos combater a dengue” ( https://www.youtube.com/watch?v=SDzzF2Ow5mc), “Lancheira saudável” (https://www.youtube.com/watch?v=-RpeVlYJThY) e “Menina e Menino (https://www.youtube.com/watch?v=wEyjDRJGGvI)”, falam sobre realização de sonhos, cuidados com o local em que vivemos, saúde e meio ambiente, e podem ser assistidas com tradução em LIBRAS.

“A ferramenta tem o compromisso de abrir portas que antes não se abriam para as crianças que têm alguma dificuldade. Acreditamos que a inclusão é essencial na educação. O Criando Juntos tem o objetivo de trazer muita informação para todas as crianças, sem distinções. E o melhor: os próprios alunos criam as histórias e vivenciam o tema aprendendo a lidar com as diferenças”, finaliza Gilberto Barroso, sócio de Azambuja.

Algumas das animações com áudio descrição

A menina que lutou pelos seus direitos - https://www.youtube.com/watch?v=VetOmt5E0RM -

Vamos combater a dengue -  https://www.youtube.com/watch?v=SDzzF2Ow5mc

Lancheira saudável -  https://www.youtube.com/watch?v=-RpeVlYJThY 

A alegria e a tristeza - https://www.youtube.com/watch?v=3OPMfI3c02U

 Menina e Menino - https://www.youtube.com/watch?v=wEyjDRJGGvI

A Boneca - https://www.youtube.com/watch?v=AaqnonI76OU

A Bailarina que virou jogadora de futebol -  https://www.youtube.com/watch?v=PPTvHU9bjis

 

Sobre o De Criança para Criança

O programa De Criança para Criança oferece um leque de metodologias de educação híbrida para escolas de todo o mundo. Do futuro para a escola, a proposta da startup é oferecer às crianças a oportunidade de serem protagonistas, colocando-as no centro da aprendizagem. Através de uma plataforma simples, os professores são orientados a serem mediadores, fazendo com que os próprios alunos desenvolvam conhecimento sobre temáticas diversas. A partir de discussões, constroem coletivamente histórias, fazem desenhos e gravam locuções relativas às narrativas criadas, que posteriormente serão transformadas em animações feitas pelo DCPC, expandindo os horizontes educacionais. 

 

https://www.decriancaparacrianca.com.br/pt/

https://www.instagram.com/decriancaparacrianca/

https://www.youtube.com/user/decriancaparacrianca

https://www.facebook.com/DeCriancaParaCrianca/ 

"Tarsilinha" terá pré-estreia nacional na 20º Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis

Divulgação

A Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis chega à 20ª edição e anuncia a programação deste ano com uma pré-estreia aguardada: "Tarsilinha", animação inspirada na obra da artista brasileira Tarsila do Amaral (1886-1973) e dirigida por Celia Catunda e Kiko Mistrorigo, terá exibição gratuita durante o evento, com transmissão ao vivo para todo o Brasil. A 20ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis será realizada de 16 a 31 de outubro. Toda a programação é gratuita e online: 140 filmes, shows de música, sessões de cinema com transmissão ao vivo e bate-papo, masterclass e oficinas para produtores culturais e crianças, entre outras atividades. 

Ao longo de duas décadas, o evento se consolidou como o mais longevo e um dos principais projetos de promoção da cultura da infância por meio do audiovisual no Brasil. Nesse período, a produção cinematográfica no país amadureceu e a Mostra acompanhou essa evolução e forjou políticas para esse desenvolvimento, mostrando nas telas a diversidade das infâncias do país e do mundo e sendo um espaço de difusão, formação e inspiração para realizadores. 

"Esta edição é emblemática porque teremos uma pré-estreia nacional de um filme que acompanhamos há muitos anos e é inspirado na obra de Tarsila do Amaral. Trabalhamos há 20 anos por um cinema brasileiro focado nas suas raízes, na sua arte e na sua história. Lançar o 'Tarsilinha', com música tema assinada por Zeca Baleiro e inspirada em Villa Lobos, pra gente é emocionante", comemora Luiza Lins, diretora geral e idealizadora da Mostra. 

O músico Zeca Baleiro, autor da música tema de "Tarsilinha", é o convidado da abertura da 20ª Mostra de Cinema Infantil. O show ao vivo será transmitido a partir do site da Mostra no dia 16 de outubro. A abertura terá ainda uma apresentação especial do filme. No dia 23 de outubro, a animação terá exibição gratuita, também a partir do site oficial, e poderá ser assistida de qualquer cidade do país. A iniciativa de transmitir para todo o Brasil está em sintonia com um dos propósitos do evento de democratizar o cinema e fazer com que essa arte chegue ao maior número de crianças. 

"A exibição de 'Tarsilinha' na Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis terá um sabor especial para nós porque terá ainda a participação do Zeca Baleiro. A música tema do filme composta por ele foi um presente. Além de dialogar com a história, tem também uma letra inspiradora", diz Celia Catunda, diretora da animação ao lado de Kiko Mistrorigo. 

"Tarsilinha" conta a história da jornada de uma menina de oito anos para recuperar a memória de sua mãe. O longa não é uma biografia de Tarsila do Amaral, mas é inspirado nas obras da artista modernista. Em termos visuais, a personagem transita pelo universo de cores, estruturas e formas característicos do universo pictográfico de Tarsila. 

"O filme se concentra muito na obra de Tarsila como um universo fantástico que ela criou. Incorporamos o conceito do modernismo e o que foi esse momento da antropofagia. Na narrativa, a gente traz esses elementos a partir da memória, da possibilidade de você absorver informações e lembranças. Incorporar uma obra como o 'Abaporu' e transformá-lo, na narrativa, numa montanha grande lotada de memórias, por exemplo. Essa forma de incorporar o conceito modernista deixou o filme rico para quem conhece o significado disso. Quem ainda não conhece, passa a entender dentro da narrativa do filme", afirma a diretora. 

Masterclass "Tarsilinha"

Além da exibição do longa, Celia Catunda e Kiko Mistrorigo irão ministrar a Masterclass Tarsilinha durante a 20ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. Os diretores compartilharão detalhes sobre as etapas da produção do filme e as escolhas criativas na adaptação para animação do universo visual da artista Tarsila do Amaral. A masterclass será no dia 18 de outubro e é indicada para realizadores, educadores e interessados em cinema e na obra de Tarsila do Amaral. Os participantes receberão certificado. As inscrições para esta atividade já estão abertas e poderão ser feitas pelo site da mostra

Fonte: https://telaviva.com.br/ 

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

EDITORA GIBIZINHO LANÇA A HQ DO PAPO AMARELO-ORIGEM, NA AMAZON

Divulgação/Ed. Gibizinho

Novidades para os apaixonados por Super heróis!!

A Editora Gibizinho acaba de publicar seu mais novo E-book, com a história em quadrinhos contando a origem do Herói amazônico Papo Amarelo, criado pelo cartunista e escritor Moacir Torres.  Este E-book já está à venda pela Amazon. 

Papo Amarelo é um dos Super heróis do Brasil e apareceu na Amazônia há mais de 30 anos. 

“Quem é este Super-herói e porque motivo ele usa uma roupa toda verde e máscara para se camuflar na mata... e trabalhando com a Polícia Florestal... o que ele faz, vamos descobrir juntos”

Esta super aventura foi desenhada pelo artista Marcos Gratão.

Para adquirir o E-book basta acessar este link: https://www.amazon.com.br/dp/B09GW1GFHY

Para licenciar o Papo Amarelo: www.windmarketing.com.br 

Orquestra Sinfônica de Indaiatuba transmite concerto online

Divulgação

Apresentação Universo Clássico: Mozart e José Maurício Nunes Garcia será disponibilizado na íntegra no YouTube

Orquestra Sinfônica de Indaiatuba transmite, no dia 30, às 20h, o concerto Universo Clássico: Mozart e José Maurício Nunes Garcia. A apresentação, que acontece presencialmente neste domingo, 26, no CIAEI (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba) está com as reservas esgotadas. Então, como uma forma de ampliar o acesso do público, o concerto será disponibilizado no canal do YouTube da Sinfônica, disponível aqui.

Enquanto Wolfgang Amadeus Mozart teve um marco na sua trajetória musical com a obra Sinfonia Concertante, escrita para violino, viola e orquestra, Nunes Garcia conseguiu a alcunha de 'Mozart Brasileiro', por ser um dos maiores nomes da música clássica nacional na primeira metade do século 19. Sua obra é, majoritariamente, sacra e para o espetáculo da Sinfônica será apresentada a Abertura em Ré, uma de suas poucas peças instrumentais. O concerto tem direção artística e regência do maestro Paulo de Paula e conta com a participação de dois solistas na Sinfonia Concertante: o violinista Adonhiran Reis e o violista Gabriel Marin. 

O concerto Universo Clássico: Mozart e José Maurício Nunes Garcia integra a programação da série O Brasil e o Mundo, que mescla, de uma maneira muito própria, obras reconhecidas, pertencentes ao repertório clássico universal, com peças que transmitem e se reverenciam à cultura brasileira. As apresentações são realizadas pela Associação Mantenedora da Orquestra de Indaiatuba (AMOJI), em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de Indaiatuba.

SERVIÇO
Orquestra Sinfônica de Indaiatuba - série O Brasil e o Mundo 
Concerto online - Universo Clássico: Mozart e José Maurício Nunes Garcia
Data: 30/09
Horário: 20h
Onde assistir: clique aqui

Site www.orquestradeindaiatuba.org.br l Instagram orquestrasinfonicadeindaiatuba I Facebook orquestraindaiatuba 

5 livros para presentear no Dia das Crianças

Divulgação

Catapulta Editores traz livros lúdicos, práticos e que ajudam no desenvolvimento infantil

O Dia das Crianças está chegando e para sair do trivial, brinquedo ou roupa, a Catapulta Editores indica 5 livros que estimulam a criatividade, a imaginação, além de serem opções para aprender brincando. Abaixo, confira alguns títulos para presentear crianças de 1 a 11 anos. 

Coleção Abremente

Com uma proposta inovadora Abremente une aprendizado e diversão. Uma coleção de livros de perguntas e respostas com diversas temáticas que desafiam e ampliam os conhecimentos das crianças de acordo com o nível e a capacidade de cada idade. 

Gente Pequena, Grandes Sonhos

A coleção Gente Pequena, Grandes Sonhos, presente mundialmente, traz a biografia de figuras históricas, como Ayrton Senna, Frida Kahlo, David Bowie e Anne Frank. 

Indicada para crianças a partir de quatro anos, as obras pretendem despertar, desde a infância, o mundo mágico dos sonhos. 

Meu Livro do Corpo

Com imagens divertidas e fáceis, o livro Meu Livro do Corpo, da coleção Pequenos Curiosos, é indicado para crianças maiores de um ano. Ele estimula os pequenos a descobrir o corpo e os sentimentos de maneira lúdica e interativa. 

Coleção Marvel

Coleção Marvel: Guia de Personagens é um manual completo dos personagens e do Universo Marvel dividido em 4 edições: “Guia de Personagens de A-D” (O Capitão América  e outros heróis e vilões que compõem o título são: O Homem Formiga, O Pantera Negra, a Viúva Negra e o Carnificina).

O “Guia de Personagens de D-H”, onde o herói Hulk ilustra a capa do livro, que concentra outros 25 personagens entre as letras D e H. O Doutor Estranho, o Duende Verde e a Gamora poderão ser encontrados nas páginas do livro.  Todos os livros vêm com um quebra-cabeça de 300 peças, que completa o Box de cada um dos títulos dessa coleção. 

Coleção LEGO

Com dois títulos, a Coleção LEGO é uma ótima pedida para ler e aprender criando. O livro “Lego Reações em Cadeia” vem com 10 projetos fascinantes com diferentes tipos de movimentos como, trampolim impulsionador, rampas elevatórias, dominó, entre outros. Já no livro Lego Gadgets, as crianças a partir de oito anos podem se aventurar de forma lúdica, prática e interativa em conceitos básicos da mecânica e do conhecimento sobre máquinas. 

Todas as obras mencionadas estão disponíveis nas principais livrarias do país e também no e-commerce da marca (www.catapultaeditores.com.br). 

Catarse - Sexto volume de Quadrinhos e Educação

Divulgação

COMPARTILHE

O sexto volume de Quadrinhos & Educação (formato 15 x 22 cm, 180 páginas) é o primeiro publicado pela Quadriculando em parceria com a editora Anita Garibaldi. É a segunda obra teórica da Quadriculando, que já havia publicado A Fantástica História dos Quadrinhos, em 2020.

O livro está em campanha na plataforma Catarse para viabilizar sua publicação, e conta com uma meta estendida que garantirá uma edição com todos os livros anteriores no formato e-book, revisados e com novo tratamento gráfico, em mais de mil páginas.

O projeto Quadrinhos & Educação envolve diversos pesquisadores e pesquisadoras do Brasil e da América Latina. Nesses últimos seis anos, foram lançados cinco volumes e os primeiros se encontram praticamente esgotados.

Os professores Thiago Modenesi (UNIT) e Amaro Braga (UFAL) organizam essa publicação de livros que se propõem a analisar a relação entre as histórias em quadrinhos e a educação nas suas mais diversas formas. A obra já foi finalista do Troféu HQ Mix na categoria melhor livro teórico.

Participam desse volume, além dos professores Amaro Braga e Thiago Modenesi, os pesquisadores Áquila Braga Amorim de Almeida, Amanda Marques de Carvalho Gondim, Bruno Fernandes Alves, Daniel Conceição, Denise Maria Margonari Favaro, Eduarda de Andrade Lima Ferreira, Hernán Martignone, Inês Regina Barbosa de Argôlo, Marcelo Travassos da Silva, Maria Sylvia Celli Rogério, Messias Urameshi, Moab Duarte Acioli, Roberto dos Santos da Silva e Sirlene Barbosa de Souza.

Fonte: https://universohq.com/